quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Neoliberais resscucitam Margareth Thatcher para "explicar" a crise


Circula pela internet, através de blogues e e-mails uma frase antiga da ex ministra britânica Margareth Thatcher que dizia: “O socialismo só resiste enquanto não acaba o dinheiro dos outros”.
Ela vem grifada, como se fosse uma grande verdade universal.
A frase de Thatcher, aplicada ao contexto atual, partiria de um falso princípio de que a crise européia seria resultado do fracasso de alguns governos socialistas.
Trata-se de um grave engano.
O fracasso econômico europeu não se deve às gestões socialistas. Ao contrário, foram os governos liberais que levaram o velho continente à bancarrota.
Mesmo governos de partidos denominados socialistas, como é o caso de Zapatero na Espanha, chegaram à beira do abismo depois de deixarem suas economias excessivamente expostas ao capital especulativo internacional, negligenciando a produção nacional, achatando a renda dos contribuintes  e criando uma crônica dependência do capital financeiro volátil.
Além do mais, países como a Itália são governados pela direita. Não consta na historiografia recente que Berlusconi tenha se convertido ao socialismo.
Outros países como Portugal, Grécia, Islândia e Irlanda, derreteram suas economias justamente por adotarem o modelão neoliberal globalizado. Sem moeda própria, estão absolutamente impedidos de reagir.
A frase de Thatcher já seria suficientemente estúpida, já que o próprio capitalismo europeu sempre dependeu do dinheiro dos outros, seja na pilhagem da riqueza dos países colonizados, seja nos aportes financeiros recebidos dos Estados Unidos no pós-guerra. Não seria necessário um complemento ou uma aplicação mais esdrúxula ainda.
Agora, alguns expoentes da teoria econômica liberal fazem um esforço danado para difundir por meio da imprensa internacional a idéia de que esta crise iniciada em 2008 deixou de ser uma crise do mercado financeiro global e passou a ser uma crise e endividamento dos Estados.
Tenho publicado algumas postagens falando do tema.
Mas não nos enganemos. Esta é uma crise do neoliberalismo global. Falemos isso com todas as letras.
***
Como um pérfido recurso de salvação econômica, o imperialismo da OTAN decidiu se apoderar do petróleo dos países árabes que não rezam sob a cartilha da hegemonia estadunidense. A estratégia é aproveitar esta “janela de oportunidades” que se abriu a partir da revolta de parte das populações contra seus governos ditatoriais.
Embora alguns grupos rebeldes recebam armas e dinheiro para suas operações, os bombardeios realizados pela OTAN deixam claro que o método é simples. Roubar o petróleo destes países apoiando novas ditaduras alinhadas com os interesses dos países ricos.

3 comentários:

  1. hehehe, a propaganda e mentira esquerdista nunca acabam. É normal, os tolos nunca acabam também...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é e qual foi a idéia dela???????

      Excluir
  2. é,e qual foi a ideia dela??????????

    ResponderExcluir